FALTAM
98 DIAS
ASSINE NOSSA NEWSLETTER

 

 

 

 

Parceiros de Mídia

Banco Mundial apoia ampliação de infraestrutura rodoviária na Bahia

Publicado em 17 Fevereiro de 2016
Com o apoio do Banco Mundial, o governo baiano investiu pesadamente na infraestrutura das rodovias, ampliando a malha rodoviária e garantindo a manutenção daquelas já existentes. Novo empréstimo de 200 milhões de dólares busca expandir o sistema rodoviário como um meio de estimular o crescimento econômico e reduzir a pobreza.

A Diretoria do Banco Mundial aprovou um empréstimo de 200 milhões de dólares para o estado da Bahia com o objetivo de ampliar o uso efetivo da infraestrutura rodoviária estadual como um meio de estimular o crescimento econômico e reduzir a pobreza. A segunda fase do Projeto de Restauração e Manutenção de Rodovias na Bahia beneficiará diretamente mais de 250 mil pessoas das comunidades rurais do estado, assim como 60 mil usuários que trafegam todos os dias na malha rodoviária estadual.

“O governo baiano investiu pesadamente, nos últimos nove anos, na infraestrutura das rodovias baianas, ampliando a malha rodoviária e também garantindo a manutenção daquelas já existentes. Isso foi possível graças ao apoio financeiro do Banco Mundial”, afirmou o governador da Bahia, Rui Costa. “Agora, nós, do governo da Bahia, entendemos que precisamos avançar na melhoria das condições das rodovias, um importante fator de desenvolvimento regional, uma vez que o sistema rodoviário ainda hoje se constitui no principal meio de transporte do país. Por isso, saudamos o avanço dessa parceria com o Banco Mundial, fundamental na execução desse importante projeto para as comunidades interioranas do nosso estado.”

Mais de 90% de todas as mercadorias produzidas no estado da Bahia são transportadas por estradas, o que acarreta elevados custos logísticos e contribui para os altos níveis de poluição devido a más condições da malha rodoviária. O custo humano também é grande. Estima-se que mais de 3.500 pessoas morreram nas estradas do estado em 2015.

Além de seus mais de 10 mil quilômetros de estradas estaduais, a malha rodoviária da Bahia também inclui cerca de 120 mil quilômetros de estradas municipais rurais que servem às áreas mais remotas do estado. Essa malha liga os agricultores pobres e de pequeno porte aos mercados e aos serviços sociais, sendo, portanto, fundamental para o seu bem-estar. O projeto modernizará essas rodovias, que estão danificadas devido ao tráfego de caminhões pesados e à falta de manutenção, com vistas a melhorar o acesso dos produtores rurais à principal rede rodoviária do estado.

“Temos o prazer de apoiar o desenvolvimento de longo prazo do estado, melhorando a qualidade de sua infraestrutura rodoviária”, explicou o diretor do Banco Mundial no Brasil, Martin Raiser. “Ao reduzir o custo para fazer negócios nas áreas rurais distantes, o projeto terá efeitos significativos sobre a criação de emprego e a renda, bem como contribuirá para um melhor acesso aos serviços para a população rural.”

Fonte: Nações Unidas do Brasil

Voltar