FALTAM
98 DIAS
ASSINE NOSSA NEWSLETTER

 

 

 

 

Parceiros de Mídia

Concessionária recebe titularidade da Licença Ambiental para obras da BR-163/MS

Publicado em 30 Maio de 2016
Nova etapa de duplicações tem início nas próximas semanas em vários pontos da rodovia

CCR MSVia anunciou nesta semana o recebimento da titularidade da Licença Ambiental emitida pelo IBAMA (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis). A Licença havia sido expedida para a EPL (Empresa de Planejamento e Logística), do Governo Federal, e a Concessionária aguardava essa transferência para iniciar a nova etapa de obras.

Segundo o Diretor de Obras da CCR MSVia, Henrique Rubião do Val, a espera pela transferência da titularidade da Licença Ambiental não paralisou o processo de modernização da BR-163/MS.

“A CCR MSVia já injetou mais de R$ 1,148 bilhão em obras, serviços, equipamentos e custos operacionais ao longo dos 845 quilômetros da rodovia”, diz o Diretor. “Após o início da cobrança de pedágio, em setembro de 2015, a CCR MSVia continuou investindo em cerca de 32 quilômetros de duplicações, apesar das chuvas com incidência muito acima das médias históricas da região”.

Além disso, destaca o diretor, foram executadas várias frentes de recuperação do pavimento, envolvendo nove empresas construtoras. Esses serviços devem perfazer um total de cerca de 290 quilômetros de restaurações de pavimento até o final do ano.

As frentes de obras devem gerar, nesta fase, 980 empregos.

A CCR MSVia está trabalhando nos seguintes trechos de duplicação:

Construtora MTSUL/CONCRENAVI, trecho do km 95,520 ao km 112,820 (Itaquiraí);

Construtora DUPLAN, trecho do km 284,80 ao km 287,15 (Douradina), trecho do km 310,38 ao km 315,40 (Rio Brilhante), trecho do km 331,28 ao km 335,66 (Rio Brilhante) e trecho do km 367 ao km 374 (Nova Alvorada do Sul);

Construtora ENGEPAR, trecho do km 430,48 ao km 432,98 (Campo Grande), trecho do km 518,305 ao km 523,310 (Jaraguari) e trecho do km 530 ao km 535,62 (Jaraguari/Rochedo/Bandeirantes);

Construtora FBS, trecho do km 589,610 ao km 593,411 (Bandeirantes/Camapuã/São Gabriel do Oeste), trecho do km 600,541 ao km 602,940 (São Gabriel do Oeste), trecho do km 602,920 ao km 607,280 (São Gabriel do Oeste), trecho do km 607,690 ao km 613,600 (São Gabriel do Oeste), trecho do km 626,210 ao km 628,460 (São Gabriel do Oeste), trecho do km 647,256 ao km 650,303 (São Gabriel do Oeste/Rio Verde de Mato Grosso), trecho do km 688,170 ao km 693,164 (Rio Verde de Mato Grosso) e trecho do km 701,420 ao km 703,860 (Rio Verde de Mato Grosso);

Construtora GUAXE, trecho do km 773,720 ao km 778,520 (Coxim/Pedro Gomes), trecho do km 817,540 ao km 818,840 (Pedro Gomes/Sonora) e trecho do km 818,940 ao km 822,593 (Pedro Gomes/Sonora).

 
Fonte: http://www.abcr.org.br/Conteudo/Noticia/10459/concessionaria+recebe+titularidade+da+licenca+ambiental+para+obras+da+br+163+ms.aspx?utm_source=akna&utm_medium=email&utm_campaign=24_05_2016

Voltar